×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 189
Você está aqui:PolíticaJandira: prefeito fala sobre crise no Hospital

Jandira: prefeito fala sobre crise no Hospital

Publicado em Política

Um mês após a mudança da entidade gestora do Pronto Atendimento Municipal (PAM) de Jandira, o prefeito Paulo Barufi concedeu uma entrevista coletiva à imprensa da região para tratar sobre o tema. Paulo Barufi destacou os motivos que levaram ao encerramento do contrato com a Iages – antiga gestora – e a contratação da Fenaesc.

 

“Não é de hoje que a Iages não atende a população de forma adequada e recebemos muitas reclamações. Por isso, em abril, tomamos a decisão de cancelar o contrato com a entidade, que já estava vencido e havia sido prorrogado por mais 90 dias”, explicou Barufi, ressaltando que a iniciativa visa qualificar o serviço oferecido à população.

 

Inicialmente, a Prefeitura abriu um processo de licitação para contratar a nova empresa gestora, mas, por possíveis divergências identificadas pelo Tribunal de Contas do Estado, o processo foi suspenso. “Então nós fizemos um chamamento público, em caráter de emergência, no qual cinco empresas se credenciaram e somente a Fenaesc cumpriu todas as exigências legais e iniciou as atividades em 17 de abril”, destacou.

 

O prefeito aponta que, durante a transição, foram encontradas questões trabalhistas deixadas pela antiga gestora. “O grande problema é que a Iages apresentou a folha de pagamentos dos médicos no mês de março, com nomes e valores. Nós fizemos o repasse financeiro, mas descobrimos que a entidade não efetivou os pagamentos aos profissionais”, explicou.

 

Com relação aos antigos funcionários da entidade que atuavam no PAM, o prefeito destacou que 86 profissionais foram absorvidos pela nova empresa gestora. Além disso, esses profissionais já receberam, por meio de um entendimento entre a Prefeitura e a Iages, todos os direitos trabalhistas correspondentes. Os demais profissionais, que não foram recontratados pela nova gestora, deverão receber os valores devidos por parte da Iages.

 

Questionado a respeito de questões judiciais relacionadas a contratos da Fenaesc com outras cidades, Paulo Barufi afirmou que a Prefeitura vai acompanhar com atenção o contrato com a empresa. “Temos um contrato de um ano com a Fenaesc, mas se ela não apresentar saúde financeira nem idoneidade para administrar, nós podemos romper o contrato. Temos conversado diariamente com a empresa e ela tem que demonstrar, de forma documental, o que nós exigimos, para manter o contrato”, disse Barufi.

 

Lido 2156 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

Empresa jornalística da região oeste da grande São Paulo que produz informação com transparência, credibilidade, qualidade e agilidade, buscando sempre o aprimoramento da democracia.

Circulação

Barueri, Cotia, Osasco,
Carapicuiba, Itapevi, Jandira,
Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus.

Onde Estamos

Sede própria:
Av. São Paulo das
Missões nº 81
Barueri/SP
CEP 06411-300
Fone (11)4198-4014

Newsletter

Cadastre-se

Lembrar-me