×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 189
Você está aqui:Política“Sou o candidato zebra, o mais fraquinho. Só que quem decide é a população”

“Sou o candidato zebra, o mais fraquinho. Só que quem decide é a população”

Publicado em Política

Para o pré-candidato do PEN, vereador Agnaldo Moreno, Santana de Parnaíba tem recursos, mas as pessoas que a comandam não moram na cidade

 

O que leva um vereador possuidor de 7 mandatos a querer ser prefeito de Santana de Parnaíba ?

De fato, foram 7 mandatos bem trabalhado, bem estruturado e por isso, creio que reconhecido pela população. Só que a cidade, é uma cidade triste, onde os políticos andam de carro blindado, com segurança. Eu queria entender, como é que alguém que pára em algum lugar para pedir voto precisa de segurança. Diante disso, a gente vai conversando por aí, e, essencialmente, é para a cidade voltar a sorrir.

Quem é o Agnaldo Moreno?
Agnaldo é um parnaibano, nascido aqui, numa cidade que na época não tinha recurso para nada, que se elegeu em 1982, e daí para frente decidi que queria trabalhar politicamente. Sou casado com a Waldirene, pai de 4 filhos, e sou apaixonado por Santana de Parnaíba. Eu vi a transformação, vi os verdadeiros bandeirantes que nos anos 80 e 90 e 2000 transformaram uma cidade de “terceiro mundo” na cidade que é, mas que infelizmente, está voltando para o terceiro mundo, e isso eu não vou deixar.

Como você analisa hoje a situação de Santana de Parnaíba?
É uma cidade que tem recursos, mas as pessoas que a comandam não moram na cidade. Não é o caso do prefeito que ainda mora aqui. Mas o seu secretariado, não. Dá a impressão que não há na cidade 25 ou 27 pessoas que possam comandá- la. Precisamos acreditar nas pessoas da nossa cidade. Sem o comando de quem mora aqui, a cidade não iria voltar ao que era. Só que uma cidade que arrecada R$ 750 milhões, que dizem ser o maior canteiro de obras da região, são obras de parque, obras de enfeite, mas com a saúde e a educação abandonadas. Tenho dito sempre na tribuna da Câmara, quando uma pessoa está desempregado, ela não reforma sua casa, não pinta a casa, porque ela pensa em sobreviver. E em Santana de Parnaíba estamos passando por desemprego, por um caos no país. Então, era hora de cuidar da Saúde, da Educação de dar qualidade de vidapara quem precisa de uma cesta básica. Olha, e tem lugar que a cesta é dividida ao meio e dada a cada 3 meses. Esse pessoal não sabe o que é passar fome. E em Santana de Parnaíba tem gente passando fome.

E porque tudo isso?
Por falta de ação. Se fosse uma cidade com arrecadação de 20 ou 30 milhões por ano, aí sim estaria faltando dinheiro. E você tem que entender que o prefeito não tem mesmo recursos.


Agora, uma cidade que arrecada 750 milhões, e que tem uma previsão de no próximo ano cair a arrecadação em mais de 100 milhões, o que é isso?
É falta de gestão. E que o prefeito busque a justificativa que quiser, para desmentir. Só para exemplificar rapidamente, estamos perdendo a Sky, uma empresa que arrecada mais de 40 milhões, além de uma enormidade de galpões fechados. E temo, que se confirmada essa situação, serão menos cerca de mil funcionários o ano que vem.

Esse atual momento do país, pode ser um empecilho para a retomada de Santana de Parnaíba?
Um pouco sim. Afinal, os empresários preocupados e com dificuldades. Mas 90% nós é que temos de fazer para cuidar da nossa cidade. Temos que estender tapete vermelho para os empresários. Para se ter uma idéia porque digo isso. Algum tempo atrás, tentei trazer uma empresa para 1200 funcionários – em frente à Farmalab – que precisava apenas de um estacionamento, e a prefeitura só tinha que liberar um espaço, e isso não aconteceu. Está lá fechado um galpão de 11 mil metros. Perdemos uma empresa que daria emprego para nossa população, porque não emprestamos um barranco no fundo do terreno para se fazer um estacionamento. Isso não é sério.

Como vai para essa eleição o seu partido o PEN. Haverá alguma coligação?
Olha tem muita reclamação de que tem pouca gente no partido. Nós do PEN e do PSDC e mais alguns que ainda estamos conversando, nós estamos com candidatos a mais. Falando francamente, estamos com uma composição muito boa. Estamos redondo, muito tranqüilos, temos dois vereadores com a gente, o Guilherme e o Ângelo. Estamos em maio, mas até agosto muda muito. As coisas estão acontecendomuito rápido e vamos conseguir dobrar o apoio e as pessoas vão apoiar muito mais.

Você acha que 45 dias é tempo suficiente para uma campanha a prefeito?
Não, não é.Talvez em outras cidades seja. A nossa cidade é muito grande territorialmente. Mas nós estamos andando e conversando, e falando da tribuna, na padaria tomando café, nas redes sociais. E andamos sozinho pela cidade. Mas o que eu queria mesmo era um debate com os outros candidatos, para ver quem realmente entende de orçamento de estrutura. Pena que não vá acontecer.

Como é para você ter agora que enfrentar o atual e o ex-prefeito numa eleição?
Veja bem. O atual prefeito, o Elvis, é meu amigo, não tenho nada pessoal. Ele é o prefeito eu sou vereador temos o maior respeito. Já pelo ex-prefeito Silvio Peccioli, eu tenho um grande carinho é meu parceiro, meu amigo. Eu tenho um grande respeito pelos dois, mas acho que os dois não tem respeito por mim, mas isso não é problema. Sou o candidato zebra, o mais fraquinho. Só que quem decideque é o mais fraquinho ou mais fortinho é a população. Eu já vi candidato com 2% virar governador. Já vi prefeito ganhar no dia da eleição.

Eleito prefeito como você pensa encontrar Santana de Parnaíba e o País em 2017?
Santana de Parnaíba vai estar num caos. Pode ter certeza e sem nenhum investimento. A cidade não faz casas populares. Temos um déficit gigante. Só que nada foi feito com verba da cidade. Foi feito sim. Mentira! As casas construídas ou foram com verba do governo ou de um shopping, que a prefeitura teve até que mudar o zoneamento. Grosseiramente, se pegássemos 2% do orçamento durante 4 anos, isso daria para se fazer 1500 casas. É só querer. Eu, por exemplo, tenho como meta fazer transporte público gratuito na cidade. É loucura isso! Loucura é quem não tem noção de administração. Sem custo no transporte público, isso atrairá muitas empresas para cidade, pois o transporte dos funcionários onera muito as empresas. Podem ter certeza, vamos revolucionar o transporte público na cidade, e a região vai passar vergonha.

Então Santana de Parnaíba tem jeito?
Tem muito jeito. Falta mesmo é gestão, carinho com a cidade. Falta colocar pessoas nos postos de comando pessoas que moram na cidade. E esse é um compromisso que assumo com Santana de Parnaíba. Vamos colocar pessoas que moram aqui, que vivem aqui. Porque, um secretário de qualquer área, que mora em Jundiaí, exemplo, no final de semana, ele vai gastar dinheiro na padaria, no açougue, no posto de gasolina. Ele não deixa um centavo na minha cidade.É inadmissível, que isso aconteça, pois é o funcionário que mais ganha na prefeitura, e não deixa nada aqui. Enquanto isso, aquele funcionário que trabalha que sua a camisa, está indo para o segundo ano sem nenhum “aumento” salarial. Nem mesmo o reajuste da inflação. “Essa é a forma de administrar uma cidade. Só se preocupam com o enfeite e esquecem de fazer obra”.

Lido 805 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

Empresa jornalística da região oeste da grande São Paulo que produz informação com transparência, credibilidade, qualidade e agilidade, buscando sempre o aprimoramento da democracia.

Circulação

Barueri, Cotia, Osasco,
Carapicuiba, Itapevi, Jandira,
Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus.

Onde Estamos

Sede própria:
Av. São Paulo das
Missões nº 81
Barueri/SP
CEP 06411-300
Fone (11)4198-4014

Newsletter

Cadastre-se

Lembrar-me