Você está aqui:CidadesEscala de funcionários da saúde deve ficar disponível

Escala de funcionários da saúde deve ficar disponível

Publicado em Cidades

Na última semana, foi sancionada em Osasco a Lei n° 4.803/2017, que dispõe sobre a obrigatoriedade de afixar diariamente em lugar disponível e de fácil acesso ao público (sala de espera, recepção, ambulatórios, corredores), a escala de todos os funcionários de serviço e jornada de trabalho em Maternidade, UPA, Pronto-Socorro, Serviço de Verificação de Óbito, incluindo técnicos, médicos, chefes.

 

Autor da Lei, o vereador Ricardo Silva justifica a necessidade do dispositivo legal: "as pessoas que vão a um posto de saúde ou a um hospital enfrentam dificuldades quanto ao atendimento, não encontram o profissional ou ele não está no local, mas agora a escala deve estar em evidência".

 

De acordo com o documento, a lista deve conter o nome completo, o número do registro profissional, a especialidade e os nomes dos responsáveis administrativos e técnico pela unidade. Dessa forma, a Lei possibilita a democratização do acesso a informação, bem como mecanismos de controle e fiscalização por parte dos usuários. 

 

"Além de saber quem são e quantos são os funcionários disponíveis na instituição para a prestação de serviços, a população poderá até avaliá-los. A iniciativa ajudará também a Secretaria Municipal de Saúde, que procura qualificar os profissionais", acrescenta o vereador.

 

Lido 397 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

Empresa jornalística da região oeste da grande São Paulo que produz informação com transparência, credibilidade, qualidade e agilidade, buscando sempre o aprimoramento da democracia.

Circulação

Barueri, Cotia, Osasco,
Carapicuiba, Itapevi, Jandira,
Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus.

Onde Estamos

Sede própria:
Av. São Paulo das
Missões nº 81
Barueri/SP
CEP 06411-300
Fone (11)4198-4014

Newsletter

Cadastre-se

Lembrar-me