×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 189
Você está aqui:CidadesIsolados, moradores do Audir reivindicam ligação viária

Isolados, moradores do Audir reivindicam ligação viária

Publicado em Cidades

Quem já andou pelas vielas do Jardim Audir sabe do “labirinto” de caminhos que prejudica moradores e visitantes. Cerca de 500 famílias do local queixam-se há anos da falta de acesso às principais vias da região, em especial à avenida Brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão e Exército Brasileiro, e do prejuízo com a ausência dos serviços públicos que acabam não chegando à porta de todos, justamente por conta das vielas sem saída.

 

Tratam-se das vielas que seguem a partir da altura do número 793 da Brigadeiro Jordão, atrás à Paróquia local e próximo à escola Alexandrino da Silveira Bueno. Uma das soluções, segundo os moradores, seria a construção de uma nova via continuando pela “viela 1” da avenida Brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão (altura do número 793), ligando-a à rua Marcos Antonio Marques. O projeto, inclusive, segundo os moradores, já foi elaborado há cerca de seis anos pela Secretaria de Obras da Prefeitura de Barueri, mas está “parado”. A reivindicação é mais antiga: data de pelo menos 20 anos.

 

“Os maiores benefícios com essa obra seriam o acesso à Brigadeiro e às unidades de saúde do local e aos estabelecimentos comerciais, e também a construção de um bolsão de estacionamento aos moradores dessas ruas sem saída, a Antônio Marcos e a Salomão Mansur”, explica Fabiano Cardoso de Araújo, um dos moradores à frente da reivindicação. “Aqui todo mundo que vem se perde. Sabe aquela sensação de perder-se nas favelas do Rio de Janeiro? Nem caminhão de lixo nem ambulância chegam até aqui”, queixa-se.

 

Beatriz Maria Gonçalves, de 61 anos, mora no local há 15 anos. Ela afirma que vários abaixo-assinados foram organizados em prol da reivindicação, e que vários foram também os políticos que se envolveram com a questão, sem qualquer tipo de resultado prático. “Ali são todas as dificuldades que você pode imaginar. Sem local para jogar lixo, sem ter como ir ao médico, estamos isolados”, afirma.

 

O projeto, de acordo com Fabiano, incluiria sete desapropriações e a construção de uma nova via de 4 metros de largura e calçadas de 1 metro de cada lado, além de um bolsão de estacionamento com pelo menos 40 vagas para moradores locais.

 

O Cidade de Barueri questionou a Prefeitura se ainda considera o projeto, se haveria desapropriações a serem feitas no local, e o motivo pelo qual o projeto teria sido “engavetado”.  Em nota, o governo municipal respondeu apenas que “no momento o projeto não está em estudo”.

Lido 5463 vezes
Avalie este item
(3 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

Empresa jornalística da região oeste da grande São Paulo que produz informação com transparência, credibilidade, qualidade e agilidade, buscando sempre o aprimoramento da democracia.

Circulação

Barueri, Cotia, Osasco,
Carapicuiba, Itapevi, Jandira,
Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus.

Onde Estamos

Sede própria:
Av. São Paulo das
Missões nº 81
Barueri/SP
CEP 06411-300
Fone (11)4198-4014

Newsletter

Cadastre-se

Lembrar-me