Você está aqui:CidadesAnulada absolvição de acusados de homicídio em Alphaville

Anulada absolvição de acusados de homicídio em Alphaville

Publicado em Cidades

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) anulou nesta semana o júri que absolveu o casal Williams de Souza e Roberta Nogueira Tafner de Souza da acusação de ter matado, com 26 facadas, o pai e a mãe dela. De acordo com a 16ª Câmara de Direito Criminal do TJ, os acusados terão de ser julgados novamente.

 

Wilson Roberto Tafner, de 68 anos, e Tereza Maria do Carmo Nogueira Cobra, de 60, foram assassinados no dia 2 de outubro de 2010, na casa de veraneio deles, em Alphaville, em Santana de Paranaíba. A investigação da Polícia Civil concluiu que o motivo do crime foi a herança que os idosos deixariam para o casal.

 

De acordo com os desembargadores Otávio Augusto de Almeida Toledo (relator), Guilherme de Souza Nucci (revisor) e Camargo Aranha Filho (terceiro julgador), os jurados que absolveram o casal no julgamento de 18 de maio de 2016 não tiveram acesso a todas as provas do processo que apontavam Williams e Roberta como culpados pelo assassinato.

 

Williams e Roberta sempre negaram o crime. Mas uma prova técnica colocou o casal na cena do crime. Exame de sangue detectou o mesmo material genético da filha dos idosos em amostra coletada na casa. Wilson e Tereza eram separados, mas moravam em casas próximas no condomínio.

 

Acusados novamente

Com essa decisão do TJ, Williams e Roberta terão de responder novamente pelos crimes de homicídio triplamente qualificado (meio cruel, motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima). Eles voltam a ser acusados de matar os idosos para ficar com o dinheiro do seguro de vida e herança das vítimas, que tinham vários imóveis. As vítimas levaram golpes de faca na cabeça e no rosto.

 

O casal chegou a ficar preso por cerca de três anos, entre 2010 e 2013, mas quando foi a júri popular já respondia ao processo em liberdade.

 

 

Caberá agora à 1ª Vara Criminal de Barueri marcar a data do novo júri popular. O caso segue sob segredo. (com G1)

Lido 167 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

Empresa jornalística da região oeste da grande São Paulo que produz informação com transparência, credibilidade, qualidade e agilidade, buscando sempre o aprimoramento da democracia.

Circulação

Barueri, Cotia, Osasco,
Carapicuiba, Itapevi, Jandira,
Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus.

Onde Estamos

Sede própria:
Av. São Paulo das
Missões nº 81
Barueri/SP
CEP 06411-300
Fone (11)4198-4014

Newsletter

Cadastre-se

Lembrar-me