×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 189
Você está aqui:CidadesParceria com USP trata câncer bucal em Itapevi

Parceria com USP trata câncer bucal em Itapevi

Publicado em Cidades

A Prefeitura de Itapevi firmou, em junho deste ano, uma parceria com a Faculdade de Odontologia da USP (Universidade de São Paulo) para a análise clínica e laboratorial de material de biópsias de pacientes com casos suspeitos de câncer de boca na cidade. O diagnóstico preventivo é parte das ações do Programa Municipal de Prevenção ao Câncer Bucal.

 

“Desde o início da nova gestão identificamos a necessidade de implantar os serviços de exames preventivos e diagnósticos do câncer de boca", explica o coordenador de Saúde Bucal da Prefeitura de Itapevi, Ricardo Vick. "Decidimos, então, estabelecer os diálogos com institutos de referência no Estado para solucionar o problema até encontrarmos abertura e amparo junto à USP”.

 

Pacientes atendidos pelos dentistas da rede municipal de saúde em todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) que possuem casos suspeitos são encaminhados à unidade do Parque Suburbano (Rua Alphelia Josephina Simionato Moreno, 85). Lá, eles ficam sob os cuidados do cirurgião-dentista, Luciano Castello Figueiredo, especializado em lesões bucais.

 

O tempo médio entre o atendimento do dentista na UBS e o encaminhamento para o cirurgião dentista especializado é de 10 a 15 dias.

 

Conforme a complexidade do caso, são coletadas amostras e encaminhadas para análise anatomopatológica (procedimento médico diagnóstico de doenças ou para estabelecer o estado de tumores, a partir dos estudos de amostras de tecidos e órgãos retirados de pacientes) nos setores de Estomatologia Clínica e Patologia Bucal da Faculdade de Odontologia da USP.

 

“A análise laboratorial tem custo zero para a Prefeitura e o resultado chega para a cidade em um prazo médio de 15 dias. A partir daí, iniciamos o tratamento imediatamente nos casos de câncer bucal, que podem variar de quimioterapia, radioterapia e procedimento cirúrgico para a remoção do tumor”, explica Vick.

 

Segundo Figueiredo, é fundamental que a doença seja encarada com seriedade.  “Geralmente, o surgimento do câncer bucal é mais frequente em homens que fumam e consomem álcool em altas quantidades e estão na faixa etária dos 50 anos. A proporção é de 10 para um em comparação entre homens e mulheres. É importante que o paciente procure uma UBS o mais rápido possível sempre que tiver uma lesão na boca para exames preventivos”, disse.

 

Neste ano foram confirmados cinco casos de câncer de boca na cidade, sendo que um deles já foi curado completamente. Todos os tratamentos foram iniciados assim que os tumores foram descobertos.

Lido 963 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

Empresa jornalística da região oeste da grande São Paulo que produz informação com transparência, credibilidade, qualidade e agilidade, buscando sempre o aprimoramento da democracia.

Circulação

Barueri, Cotia, Osasco,
Carapicuiba, Itapevi, Jandira,
Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus.

Onde Estamos

Sede própria:
Av. São Paulo das
Missões nº 81
Barueri/SP
CEP 06411-300
Fone (11)4198-4014

Newsletter

Cadastre-se

Lembrar-me