×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 189
Você está aqui:CidadesContestado pelo TCE, “Detecta” é integrado à segurança de Barueri

Contestado pelo TCE, “Detecta” é integrado à segurança de Barueri

Publicado em Cidades

A Secretaria de Segurança da Prefeitura de Barueri está implantando o “Detecta” – sistema que correlaciona informações com celeridade para auxiliar o trabalho das polícias. A ferramenta do governo estadual, no entanto, teve sua funcionalidade contestada em relatório do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE). O sistema foi apresentado há quase três anos e recebeu investimentos da ordem de R$ 30 milhões pelo Governo do Estado.

 

O documento do TCE é do mês de junho, e afirma que o programa, criado para permitir o uso de imagens de câmeras pela Secretaria Estadual da Segurança Pública, ainda não é capaz de analisar crimes filmados. Conforme os técnicos, a ferramenta “vídeo analítico” não está disponível, apesar de o governo informar que esse monitoramento já é uma realidade. A secretaria paulista diz que os problemas apontados pelo TCE estão resolvidos ou passam por alteração.

 

"Constatou-se que o Detecta ainda não oferece a ferramenta ‘vídeo analítico’, que seria capaz de identificar comportamentos, deixando de atender à demanda requerida pela SSP”, diz a conclusão do relatório do TCE. “O projeto Detecta está em andamento há praticamente dois anos, desde abril de 2014, e ainda não apresenta resultados efetivos para a segurança pública.”

 

Em nota, a Prefeitura de Barueri alega que o governo municipal tem acesso à base de dados e informações do sistema Detecta, ou seja, aos alertas emitidos pelas polícias do Estado sobre incidentes (como procurados pela Justiça e veículos furtados/roubados ou envolvidos em crimes). “O sistema Detecta também se correlaciona ao conteúdo registrado por câmeras de Barueri que fazem o reconhecimento de placas de veículos (através da tecnologia OCR) e já integravam o seu circuito de videomonitoramento”, traz a nota. 

 

A Prefeitura afirma ainda que, como estas câmeras estão posicionadas em pontos estratégicos da cidade 24 horas por dia, há uma varredura constante no território municipal de veículos subtraídos ou envolvidos em ocorrências criminais, além de um mapa interativo do Estado com as informações em tempo real sobre procurados, crimes registrados e outras ocorrências em andamento. “Se a Polícia Militar alerta sobre um crime em outra cidade próxima, a Guarda de Barueri pode direcionar efetivo para a divisa municipal, por exemplo”.

 

Radares

Atualmente, a Prefeitura de São Paulo possui 3.384 “radares inteligentes” (Detecta) junto a câmeras de monitoramento – porém nenhuma delas é de fato “vídeo analítico”. Apenas 20 câmeras mantidas pela Polícia Militar foram ‘adaptadas’ para fazer esta averiguação de suspeitos.

 

 

Questionada se deve também adaptar seu sistema de câmeras ao Detecta, a Prefeitura de Barueri respondeu que “não há previsão de investimento neste tipo de equipamento por não haver, por ora, a identificação desta necessidade dentro do planejamento municipal de segurança”.

Lido 574 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

Empresa jornalística da região oeste da grande São Paulo que produz informação com transparência, credibilidade, qualidade e agilidade, buscando sempre o aprimoramento da democracia.

Circulação

Barueri, Cotia, Osasco,
Carapicuiba, Itapevi, Jandira,
Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus.

Onde Estamos

Sede própria:
Av. São Paulo das
Missões nº 81
Barueri/SP
CEP 06411-300
Fone (11)4198-4014

Newsletter

Cadastre-se

Lembrar-me